março 28 2019 0Comment

5 dicas para realizar treinamento contra incêndio

 

Diante de uma emergência envolvendo fogo, é preciso que todos estejam preparados e saibam como agir. Pois, diante de riscos iminentes, somente ações rápidas e assertivas são capazes de evitar perdas. Nesse contexto, realizar treinamento contra incêndio é agir preventivamente, de modo a resguardas valiosas vidas e preservar o patrimônio.

Prossiga a leitura e conheça 5 dicas para treinamento de pessoal na sua empresa ou no seu condomínio!

1. Prepare materiais educativos

Elaborar materiais educativos que abordem a temática dos incidentes com fogo é bastante útil para realizar treinamento contra incêndio. Essa síntese de conteúdos pode ter diversos formatos, como slides, banners e apostilas.

O mais importante é conter as informações centrais que serão tratadas durante o treinamento. Assim, servir de apoio às exposições e práticas, de modo a todos poderem assimilar com facilidade tais informações.

2. Detalhe os procedimentos preventivos

No início do treinamento, será muito proveitoso explanar a respeito dos cuidados preventivos ligados ao fogo. Nesse momento, devem ser transmitidas orientações de como agir para evitar o surgimento do sinistro.

Também precisam ser disseminadas estratégias a serem adotadas na manipulação de produtos perigosos, assim como destacadas as práticas que mais geram riscos de incêndio.

3. Aborde as diferenças entre os tipos de incêndio

É importante que todos os participantes do treinamento saibam reconhecer os diferentes tipos de fogo. Isso vai levar a saber que tipo de extintor usar em cada situação, de acordo com o material combustível que estiver inflamado.

É fundamental também levantar a questão dos três fatores que determinam a reação de combustão — combustível, comburente e reação em cadeia. A partir daí, indique que a retirada de um ou mais desses elementos está entre as providências a adotar para a extinção das chamas.

4. Oriente sobre os meios de proteção contra incêndio

Orientar sobre o comportamento a assumir diante de um acidente com fogo e integrar as ações essenciais do treinamento de incêndio. Portanto, enfatize como os participantes devem reagir ao perceberem o princípio das chamas, e o que fazer caso elas se alastrem.

Ressalte o funcionamento do sistema de combate ao incêndio, explicando para que servem e como funcionam os detectores, as sirenes, os sprinklers, os extintores as e portas corta-fogo.

5. Simule a utilização de equipamentos e a saída ordenada

Além de toda orientação teórica, os participantes do treinamento devem aprender a lidar com equipamentos básicos de proteção. Extintores de incêndio, por exemplo, devem ser manuseados, a fim de que haja familiaridade com sua utilização.

Afinal, saber usar adequadamente um extintor pode servir para apagar o incêndio no início, antes que este se propague. Estar pronto a utilizá-lo pode ser determinante também para manter o fogo controlado até a chegada do Corpo de Bombeiros, e mesmo levar a salvar vidas.

Outra medida essencial para um treinamento 100% eficaz consiste em simular o processo de evacuação de emergência. Essa medida é crucial para que todos saibam como se comportar diante da urgência de abandonar um local.

Ao realizar treinamento contra incêndio você garante que todos saibam como prevenir as situações de risco para fogo. Promove, ainda, maior conscientização individual e coletiva acerca dos sistemas de combate a incêndio implantados na sua empresa ou no seu condomínio.

Esses conhecimentos tendem a gerar maior sensação de segurança, além de serem fundamentais em circunstâncias que não deixam margem para hesitação ou negligência.

lucasb

Write a Reply or Comment